domingo, 17 de junho de 2018

Lula pode ser solto e disputar eleição


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin liberou para julgamento recurso protocolado pela defesa para suspender a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O caso deve ser julgado pela Segunda Turma da Corte no dia 26 de junho.


Caso permaneça o entendimento dos ministros do Supremo, baseado na votação do habeas corpus preventivo em abril rejeitado pelo placar de 6 a 5. Na apreciação do recurso marcado para o dia 26, a Segunda Turma do STF composta pelos ministros Gilmar Mendes, Ricardo Lewadowski, Dias Toffoli e Celso de Mello,que mantiveram voto à favor do habeas corpus preventivo, devem votar pela suspensão da condenação do ex-presidente, o que tornaria o ex-presidente apto a disputar a Presidência da República.

Além de Fachin, a Segunda Turma do STF é composta pelos ministros Gilmar Mendes, Ricardo Lewadowski, Dias Toffoli e Celso de Mello.

Durante a votação do habeas corpus preventivo votaram a favor: Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio de Melo e Celso de Mello.

Votaram contra: Edson Fachin, Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Luis Fux e Cármen Lúcia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário