sexta-feira, 22 de junho de 2018

Fachin arquiva pedido de soltura de Lula que seria julgado na terça


Após a vice-presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), desembargadora Maria de Fátima Freitas Labarrère, negar um recurso da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Edson Fachin decidiu arquivar um pedido de soltura do petista, que estava marcado para ser julgada na próxima terça-feira(26), pela Segunda Turma da Corte, informa o Jornal O Globo.

Em despacho na noite desta sexta, o ministro entendeu que, como o TRF-4 analisou a admissibilidade ou não do chamado recurso especial do petista ao STF e entendeu que ele não era cabível, o pedido da defesa para que a prisão de Lula fosse suspensa até o TRF-4 decidir sobre o tema ficou prejudicado.

“Com efeito, a modificação do panorama processual interfere no espectro processual objeto de exame deste Supremo Tribunal Federal, revelando, por consequência, a prejudicialidade do pedido defensivo”, assinalou o ministro.

Na prática, com a decisão, o julgamento previsto para a próxima terça-feira não acontecerá mais. Diante da mais recente derrota, os advogados da equipe de defesa de Lula avaliam ainda se entram com algum outro tipo de recurso no Supremo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário