quarta-feira, 12 de julho de 2017

Quem não chora, não vai para casa...




Sabe aquele ditado: "Quem não chora, não mama"?


Valeu para o ex-ministro Gedel Vieira Lima.


O desembargador do Tribunal Regional Federal de Brasília Ney Bello autorizou que o ex-ministro a ir para a prisão domiciliar.


Com isso, Gedel deve deixar o presídio da Papuda, na capital federal, até amanhã.


Em depoimento, o ex-ministro Geddel Vieira Lima chorou após ouvir do juiz Vallisney de Souza Oliveira, titular da 10ª Vara da Justiça Federal do Distrito Federal, que "iria" permanecer encarcerado por tempo indeterminado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário