quarta-feira, 5 de julho de 2017

Fies vai descontar até 30% do salário do recém-formado

Resultado de imagem para fies endividado

O governo do presidente Michel Temer (PMDB) anunciará um novo modelo do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para o ano que vem. Terá regras mais duras para quem precisa de empréstimo para pagar a faculdade, em razão da alta inadimplência. A informação é da Folha de S.Paulo desta quarta-feira.

Estudantes pobres, que são o principal foco do programa, vão encontrar mais dificuldade na hora de quitar o financiamento da faculdade.

Pela nova regra, será necessário autorizar, no momento do contrato, o desconto obrigatório de até 30% dos futuros salários para devolver o empréstimo.

Caso a pessoa não consiga um emprego, o governo terá que definir um prazo para acionar as garantias (fiador e fundo garantidor). Esse limite deverá ser de apenas alguns meses, de acordo com a atual proposta do governo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário