quarta-feira, 5 de julho de 2017

Após 46 dias afastado, Aécio retoma mandato no Senado


Após 46 dias afastado por decisão do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, Aécio Neves (PSDB-MG) reassumiu seu mandato no Senado na tarde desta terça-feira(4) e durante discurso no plenário voltou a se declarar inocente das acusações de que tenha recebido propina do dono da JBS, Joesley Batista.

Ao falar para os colegas senadores, o presidente afastado do PSDB reiterou os argumentos que já tinha utilizado ao divulgar notas públicas, declarando ter sido vítima de uma armadilha de Batista com o intuito de obter vantagens em um acordo de delação premiada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário