sexta-feira, 24 de março de 2017

Servidor suspeito de atirar em membros do Ministério Público em Natal tinha sido afastado por distúrbios psiquiátricos

O suspeito de atirar nos promotores Jovino Pereira Sobrinho e Wendell Beetoven Ribeiro Agra, dentro da sede do Ministério Público do RN, na capital potiguar, foi identificado como Guilherme Wanderley Lopes da Silva(NA FOTO)

O servidor tinha sido afastado por distúrbios psiquiátricos e tinha retomado suas atividades. No entanto, havia orientação para que houvesse afastamento novamente e isso teria motivado o atentado.

A Polícia realiza diligências por toda a capital.



Nenhum comentário:

Postar um comentário