sábado, 4 de novembro de 2017

Jacó Jácome X Butler


Os Petistas vão ter que engolir!

Resultado de imagem para é gopi
Senadora Fátima Bezerra  berrava "é gópi... é gópi" durante impeachment de Dilma 

O velho jargão do técnico da seleção brasileira, Zagallo: vocês vão ter que me engolir! - durante a conquista da copa América em 1997. Agora, será o 'tom' do ex-presidente Lula para 2018. 

É que com o aval do petista, o partido que se esperneava aos quatro cantos do Brasíl o tal "golpe"(entre aspas mesmo) contra a presidente Dilma Ropusseff, decidiu deixar de lado o grito de guerra e como a 'política muda como a nuvem: voçê olha está de um jeito, olha de novo ela já mudou',dizia Magalhães Pinto. Com o PT não é diferente. 

Em 2018, o partido não terá cerimônia para receber “golpistas” em seu palanque, o que deve engasgar muitos militantes fanáticos que entoaram o golpe. 

Afinal, o discurso de golpe ficou no passado. 

Os Petistas terão que engolir!

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Vídeo: presos jogam celulares de um pavilhão para outro na Cadeia Pública de Natal

O vídeo é do portal Nominuto.com:


É Golpe? Com o aval de Lula, PT já defende aliança com golpistas

Imagem relacionada

#NÃOVAITERGOLPE

Com o aval do ex-presidente Lula, o ex-prefeito de São Bernardo dos Campos Luiz Marinho defendeu que o Partido dos Trabalhadores deve seguir em frente e permitir alianças mesmo com legendas que apoiaram o golpe contra Dilma Rousseff; Marinho, que é presidente do PT em São Paulo e pré-candidato ao governo do Estado, defendeu a mudança como forma de “recuperar a maioria do povo brasileiro”.

"Vamos precisar de uma grande aliança para governar, no Congresso. Mas isso pode se dar no processo eleitoral ou pós-eleições. Agora vamos analisar no sentido de ganhar a eleição. Depois se tomam providências sobre composição da base no Congresso", afirmou

Geddel quer saber quem foi o 'cagueta' dos R$ 51 milhões

Resultado de imagem para 51 milhões de geddel

A defesa do ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) pediu que a Polícia Federal informe o número do cagueta - aquele que fofoca e entrega, ou seja, conhecido popularmente como fofoqueiro, cabuete, X-9 etc... que   telefonou denunciando sobre o apartamento onde foram encontrados os seus R$ 51 milhões em dinheiro.

Professores da UERN entram em greve a partir de 10 de Novembro


Resultado de imagem para greve

Os professores da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) aprovaram greve geral por tempo indeterminado a partir do dia 10 de Novembro.

A decisão é motivada pelos atrasos salariais por parte do Governo desde janeiro de 2016.

Na assembleia, os docentes destacaram a sensível piora nas condições de vida de professores e professoras da UERN.

Bolsonaro cresce e encosta em Lula, mostra nova pesquisa


Nova pesquisa DataPoder360 mostrou, a exemplo do Ibope e de outras pesquisas eleitorais realizadas nos últimos meses, a consolidação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do deputado federal Jair Bolsonaro na frente da disputa para a corrida presidencial de 2018.

A pesquisa foi divulgada na útima terça-feira(31).

Dependendo do cenário traçado, Lula pontua de 28% a 32%, enquanto Bolsonaro registra de 20% a 25% das intenções de voto.

No cenário 1, na pesquisa de voto estimulada, com o governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) como candidato, Lula aparece com 28%, Bolsonaro aparece com 25%, Alckmin tem 7% das intenções de voto, Marina Silva (Rede) possui 6% e Ciro Gomes (PDT) tem 5%, com oscilações dentro da margem de erro.

No cenário 2, com o prefeito de São Paulo João Doria (PSDB) como candidato:

Lula tem 32% 
Bolsonaro mantém os 20%
Doria oscila de 10% para 9%
Ciro Gomes mantém 6% 
Marina Silva oscila negativamente de 7% para 5%

Em um cenário sem Lula na corrida, Bolsonaro aparece como líder nas pesquisas, com 23% ou 24% dependendo do cenário. No cenário 1, com Alckmin candidato e o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad no lugar de Lula, Bolsonaro tem 23% dos votos (ante 26% da pesquisa anterior, de setembro), Ciro Gomes passou de 11% para 14%, Alckmin de 7% para 10%, Marina foi de 12% para 9% e Haddad se manteve em 4%.

Com Doria candidato, Bolsonaro passou de 26% para 24%, Marina se manteve em 13%, Ciro Gomes continuou com 11%, Doria segue com 8% e Haddad passou de 3% para 7%.

O levantamento de intenção de votos é telefônico e realizado mensalmente. A margem de erro é de 2,9 pontos percentuais, para mais ou para menos.


Dodge pede ao STF para investigar a J&F


Dodge pede ao STF para investigar a J&F


A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu ao ministro do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, para reconsiderar a decisão que levou ao arquivamento de uma apuração prévia sobre suspeitas de que a JBS tentou comprar decisões favoráveis em tribunais, entre eles, o Superior Tribunal de Jusstiça (STJ).

No mês passado, a revista "Veja" revelou mensagens trocadas entre o diretor jurídico da J&F, Francisco de Assis, e uma advogada que trabalha para a empresa, Renata Gerusa Prado Araújo, que sugerem estratégias para conseguir decisões favoráveis.

Por causa da suspeita de compra de decisões judiciais, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu ao ministro uma apuração prévia sobre o caso: fazer uma perícia no material – nas mensagens e áudios trocados em um aplicativo. Caso o material estivesse em condições de ser aproveitado, haveria elementos suficientes para pedir abertura de inquérito. O ministro negou o pedido, alegando que a procuradora não apresentou indícios de autoria e materialidade que justificassem a abertura da investigação.

Na última sexta (27), a procuradora-geral questionou a decisão de Lewandowski. Mandou um pedido de reconsideração alegando que esses indícios, pedidos por ele, só podem ser apontados se a investigação for aberta. E que, por haver citação de magistrados no caso que se pretende investigar, cabe à PGR somente o pedido. A investigação em si, segundo a Lei da Magustratura, tem que ser feita – caso seja autorizada – pelo judiciário. Se a apuração for autorizada, caberia ao STJ apurar possíveis irregularidades na conduta de ministros do tribunal.

As mensagens trocadas entre Francisco de Assis e a advogada da JBS não incluem diálogos entre ministros do STJ e não há indícios definitivos de que as promessas de compra de decisão foram efetivamente feitas ou pagas . O Ministério Público Federal quer avançar na apuração para saber se as mensagens podem levar a algum fato novo ou se não podem comprovar as suspeitas. A palavra final caberá ao ministro Ricardo Lewandowski. Na delação, os executivos da J&F não mencionaram as mensagens e nem a suposta tentativa de compra de decisões .




Versões das defesas


O diretor jurídico da J&F, Francisco de Assis, afirmou que as mensagens são resultado de montagem e que nunca tentou comprar decisões.

A defesa de Renata Gerusa Araujo afirmou que as mensagens foram manipuladas e entregues ao Ministério Público pelo ex-marido dela . Ainda segundo o advogado de Renata, o ex-marido está sendo investigado por tentativa de extorsão.


G1

Temer é o presidente mais impopular do mundo, diz pesquisa

Acusado dos crimes de obstrução de justiça e organização criminosa, o presidente Michel Temer(PMDB) é considerado o presidente com maior taxa de rejeição do mundo, atrás até do venezuelano Nicolás Maduro, indicou uma pesquisa do grupo de análise política Eurasia. De acordo com a sondagem, que coletou dados a partir do mês de agosto, Temer detém 3% de aprovação popular, a menor em todo o mundo.

O presidente da África do Sul, Jacob Zuma, que enfrenta denúncias de corrupção, tem 18%. Já o venezuelano Nicolás Maduro, que trava um confronto político interno com a oposição e cujo país fora sancionado em fóruns internacionais devido à censura e prisão de seus adversários, tem 23% de apoio popular.

A lista dos líderes “mais impopulares” conta ainda com o mexicano Enrique Penã Nieto, com 28% de aprovação; a premier britânica, Theresa May, que possui 31% e conduz o polêmico processo de saída do Reino Unido da União Europeia (UE); o norte-americano Donald Trump, com 37%; e o francês Emmanuel Macron, com 45%, que, apesar de recém-eleito, tem gerado reações internas por seus projetos de reformas.

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Fátima Bezerra fica entre os dez melhores parlamentes do ano


O fundador do site e coordenador do Prêmio Congresso em Foco, Sylvio Costa, entregou o certificado de “melhores Senadores do Ano” para a senadora Fátima Bezerra, nesta quarta-feira (1).

Fátima ficou entre os dez melhores representantes da população no Congresso Nacional, em votação realizada pela internet no período de 1º a 30 setembro. Sylvio destacou ainda o aumento da participação feminina na décima edição do prêmio. “ Este foi o ano que teve a maior participação de mulheres. Fizemos até uma homenagem especial às mulheres”, disse.

Para a senadora Fátima, a certificação é mais um incentivo para continuar a luta em defesa do Brasil e dos interesses da população, em especial do Rio Grande do Norte. “Fico honrada em receber o prêmio do Congresso em Foco pela seriedade do trabalho que eles prestam para a sociedade. Este é mais um incentivo para continuar fazendo política com honra, com seriedade e com espirito público, em defesa da cidadania do povo brasileiro, especialmente da população do meu estado”, agradeceu.

O Prêmio Congresso em Foco é uma iniciativa do site do mesmo nome (www.congressoemfoco.com.br), apoiado por diversos parceiros, que tem como finalidade reconhecer o trabalho dos melhores parlamentares do Congresso Nacional e estimular a sociedade a acompanhar seus representantes de modo ativo e participar ativamente da vida política.

Tá dificil !!!



Resultado de imagem para gif  Temer

De forma reservada, interlocutores do presidente Michel Temer já defendem a articulação de uma candidatura que possa defender o legado econômico do governo na corrida presidencial de 2018.

Henrique Alves nas mãos do juíz Sérgio Moro



Após a Câmara dos Deputados suspender a tramitação da denúncia contra o presidente Michel Temer e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria Especial da Presidência), o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu desmembrar o processo, enviando para a primeira instância as investigações contra os outros acusados sem foro privilegiado.

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância, em Curitiba, Fachin enviou parte da denúncia por organização criminosa referente ao ex-deputado cassado Eduardo Cunha, ao ex-ministro Henrique Eduardo Alves, ao ex-deputado Geddel Vieira Lima e Rodrigo Rocha Loures.

Os acusados foram apontados pelo então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, como responsáveis por formar um grupo criminoso que atuava em nome do PMDB na Câmara.

Segundo a denúncia, eles ofereciam vantagens indevidas a empresas em órgãos públicos, em troca de propinas para o financiamento de campanhas.

Para a Justiça Federal no Distrito Federal, Fachin enviou a parte de denúncia pelo crime de obstrução de Justiça que envolve Joesley Batista, Ricardo Saud, Lúcio Funaro, Roberta Funaro, Eduardo Cunha e Rodrigo Rocha Loures.

Eles são acusados de participar de um esquema para comprar o silêncio de Funaro, evitando que o operador financeiro fechasse um acordo de delação premiada.

“A necessidade de prévia autorização da Câmara dos Deputados para processar o Presidente da República e Ministros de Estado não se comunica aos corréus”, disse Fachin na decisão, divulgada nesta quarta-feira (1).

Henrique Meirelles no RN

Resultado de imagem para HENRIQUE MEIRELLES DO PSD

O PSD quer organizar viagens para apresentar o ministro Henrique Meirelles (Fazenda) às principais bases eleitorais do partido.

O Amazonas e os dois Estados governados pela sigla, Rio Grande do Norte e Santa Catarina, são apontados como destinos preferenciais.